Portal do Governo Brasileiro

DRAGAGEM DO PORTO DE SANTOS
ECONOMIA, SUSTENTABILIDADE E EDUCAÇÃO AMBIENTAL

COMUNIDADES::

CODESP apresenta programas de monitoramento da dragagem na Praia do Góes

Reunião com moradores aconteceu no dia 30 de julho

Os Programas de Monitoramento Ambiental do Plano de Dragagem de Aprofundamento do Canal de Acesso ao Porto de Santos foram apresentados aos moradores da Praia do Góes (Guarujá), durante assembléia da comunidade, realizada no dia 30 de julho. A gerente de Controle Ambiental da Companhia Docas do Estado de São Paulo (CODESP), Márcia Jovito, ao explicar o processo da obra, afirmou que a empresa está fazendo estudos detalhados para saber se a dragagem está prejudicando aquela área.

De acordo com os moradores, desde o início da dragagem (21 de fevereiro), a praia vem sofrendo com o assoreamento. E, por muitas vezes, a embarcação que faz o transporte dos habitantes, do Góes para Santos, não consegue chegar ao píer, por falta de profundidade.

“A gente está levantando uma série de estudos para saber o que está acontecendo aqui”, explicou Márcia Jovito. “Em cima desses estudos, enviados para o órgão ambiental, é que vai dar para saber, de fato, se a dragagem acarreta ou não alguma coisa. Se acarretar, faremos o possível para minimizar”.

Ainda durante a reunião, os moradores foram informados de que o Programa de Conscientização Ambiental também será implantado no Góes. O objetivo é traçar o perfil sócio-ambiental para a identificação de possibilidades para o desenvolvimento sócio-econômico, além de desenvolver ações para a compreensão da obra de dragagem.


Matéria elaborada em: 2/08/2010

Publicado por: DA REPORTAGEM