Portal do Governo Brasileiro

DRAGAGEM DO PORTO DE SANTOS
ECONOMIA, SUSTENTABILIDADE E EDUCAÇÃO AMBIENTAL

PROGRAMAS::

Pescadores de Santa Cruz dos Navegantes já podem reciclar o óleo lubrificante

Ponto coletor está instalado no Estaleiro Procyon

A reciclagem do óleo lubrificante náutico pelos pescadores da comunidade de Santa Cruz dos Navegantes, no Guarujá já pode ser realizada. No dia 3 de março, foi inaugurado o primeiro ponto coletor no município, no Estaleiro Procyon. A iniciativa é do Programa Manchas Órfãs – Conscientização da Comunidade Pesqueira e Náutica, que integra a obra de Aprofundamento do Canal de Acesso ao Porto de Santos, em parceria com a comunidade de pescadores, prefeitura e o empreendedor do estaleiro.

A solenidade de inauguração contou com as presenças do Secretário do Meio Ambiente do Guarujá, Élio Lopes, da chefe do Ibama na Baixada Santista, Ingrid Furlan, da Superintendente de Meio Ambiente da Codesp, Alexandra Grota e do presidente da Federação dos Pescadores do Estado de São Paulo, Tsuneo Okida. O ponto alto foi a retirada do primeiro galão de óleo usado pela empresa Lubrasil, que pagará por cada litro de óleo reciclado. O dinheiro arrecadado reverterá em cestas básicas para os pescadores necessitados.

De acordo com Alexandra Grota é grande a satisfação da Codesp em inaugurar o ponto. Lembrou que há cinco anos foi feito um projeto com esse fim, junto com o Ibama, concretizado agora com a obra da dragagem de aprofundamento. “Esse é o primeiro ponto. Teremos outros. A ideia não é só o ponto, mas o aprendizado que vem através dele”.

Ingrid Furlan demonstrou muita satisfação em ver a concretização do ponto. “Muitas vezes, nós trabalhamos com ideias que acabam ficando só no papel. Aqui é como uma ponte que liga o pescador, que vai ter onde colocar o óleo, e a empresa, que tem onde pegar óleo”.

O secretário Élio Lopes também enalteceu a importância da coleta por se tratar de “um resíduo perigoso que ao longo dos tempos sempre foi descartado de forma, às vezes incorreta, por falta de condição”.

Objetivos

O Programa Manchas Órfãs tem os objetivos de conscientizar e orientar os usuários de embarcações de pequeno e médio porte que navegam no estuário de Santos, sobre a correta destinação do óleo lubrificante usado. Além disso, informa as conseqüências ecológicas do seu descarte indiscriminado no mar e promove ações necessárias para a implantação e sistematização de uma rede de armazenamento, coleta e destinação final deste óleo para rerrefino por empresas do ramo.

Em Santa Cruz dos Navegantes foi escolhido o Estaleiro Procyon pelas condições de fácil acesso, pois tanto por terra, quanto pelo canal, os pescadores poderão descartar o óleo. O ponto coletor funcionará de segunda a sexta-feira, em horário comercial, na Rua Odair Rodrigues nº 340.

Regida pela Resolução Conama nº 362 de 2005, que trata do gerenciamento de óleo lubrificante usado, a logística reversa para reaproveitamento desse resíduo terá as seguintes etapas: segregação do óleo por parte do pescador, que o depositará em coletor de 200 litros, localizado no estaleiro. Completado o volume do coletor, a empresa Lubrasil será acionada por telefone para providenciar a coleta do material em caminhão adaptado para esse serviço, conforme os requisitos da ANP – Agência Nacional de Petróleo. Esta empresa rerrefinará este resíduo, de modo a permitir que sirva como matéria prima para a produção de novo óleo lubrificante.


Texto produzido em: 03/03/2011






Publicado por: DA REPORTAGEM