Portal do Governo Brasileiro

DRAGAGEM DO PORTO DE SANTOS
ECONOMIA, SUSTENTABILIDADE E EDUCAÇÃO AMBIENTAL

DERROCAGEM::

Ster Engenharia inicia derrocagem da pedra de Itapema

A previsão é de que ocorram seis detonações

A equipe da Ster Engenharia inicia nesta quarta-feira, dia 9 de novembro, entre às 8h30 e 11h30, a derrocagem parcial da pedra de Itapema, localizada na margem esquerda do canal de navegação do porto de Santos. A empresa programou a realização de seis detonações – uma a cada dois dias - para o desmonte de 11.191,90 m³ da rocha. A obra deve ser realizada no período de três semanas.

Antes da primeira detonação oficial foram instaladas as bóias de proteção da área de trabalho e a cortina de bolhas, que tem por finalidade a proteção da fauna marinha. Após o posicionamento do navio Yuan Dong 007 sobre a pedra, foram realizados dois testes. A detonação só ocorre depois que todos os orifícios perfurados receberem um iniciador e conectores de superfície. Antes do disparo, a embarcação se desloca a uma distância de pelo menos 75 metros da área de explosão.

A Yuan Dong 007 vai operar 24 horas por dia para a perfuração da pedra e colocação do explosivo. Para isso serão utilizadas seis torres, das dez existentes. Duas ficarão de reserva para qualquer imprevisto e as outras duas serão usadas para abastecer a cortina de bolhas. O tráfego marítimo só fica fechado durante o período (janela) de três horas definido pela Capitania dos Portos e a Praticagem, quando ocorre a preparação e detonação da rocha. Nos outros horários, a navegação acontece normalmente.

No caso específico da pedra de Itapema a equipe técnica da Ster Engenharia decidiu que a travessia dos usuários da balsa da Dersa e das catraias só ficará interrompida por um período de uma hora. Os horários serão divulgados nas estações e no site www.dragagemdoportodesantos.com.br.

Para informar quem estiver nas imediações das pedras, cinco minutos antes de cada detonação, serão tocados seis sinais sonoros longos de 10 segundos cada. Um minuto antes mais um sinal de 10 segundos seguido por no máximo 10 sinais de três segundos cada. Após a detonação e a inspeção da área, um novo sinal longo – acima de 10 segundos – será acionado para a liberação do canal de navegação.

Proteção ambiental

Além do disparo de uma carga suspensa para afugentar a fauna existe na área de pedra de Itapema e o funcionamento da cortina de bolhas antes de cada detonação, o empreendimento conta também com o trabalho de um biólogo e um engenheiro. O primeiro verifica a presença de espécies de mamíferos aquáticos, como botos e golfinhos, e de tartarugas na área de trabalho da embarcação. O outro acompanha a intensidade das detonações para evitar danos às edificações próximas à pedra. Esse controle será verificado por intermédio de cinco sismógrafos (aparelho que registra os tremores de terra) que estarão distribuídos na área do Forte de Itapema, instalações do Corpo de Bombeiros e da Dersa.

Horários das detonações

Os horários definidos pela Capitania dos Portos e Praticagem para a execução da obra são:

Dia - Horário

9/11/2011 - 8h30 às 11h30
10/11/2011 - 8h30 às 11h30
11/11/2011 - 8h30 às 11h30
12/11/2011 - 8h30 às 11h30
13/11/2011 - 8h30 às 11h30
14/11/2011 - 9h30 às 12h30
15/11/2011 - 10h às 13h
16/11/2011 - 11h às 14h
17/11/2011 - 12h30 às 15h30
18/11/2011 - 15h30 às 18h30
19/11/2011 - 15h30 às 18h30
20/11/2011 - 15h30 às 18h30
21/11/2011 - 15h30 às 18h30
22/11/2011 - 8h30 às 11h30
23/11/2011 - 8h30 às 11h30
24/11/2011 - 8h30 às 11h30
25/11/2011 - 8h30 às 11h30
26/11/2011 - 8h30 às 11h30
27/11/2011 - 8h30 às 11h30
28/11/2011 - 9h30 às 12h30
29/11/2011 - 9h30 às 12h30
30/11/2011 - 10h às 13h

Obs.: As detonações ocorrerão sempre no horário compreendido entre 10 e 17 horas, conforme estipulado na licença ambiental.

Publicado por: DA REPORTAGEM