Portal do Governo Brasileiro

DRAGAGEM DO PORTO DE SANTOS
ECONOMIA, SUSTENTABILIDADE E EDUCAÇÃO AMBIENTAL

PROGRAMAS::

Plano Ambiental abrangente monitora dragagem no Porto de Santos

A Companhia Docas do Estado de São Paulo mantém programas de monitoramento ambiental que possibilitam acompanhamento contínuo e gerenciamento dos riscos e possíveis impactos causados pelas obras de dragagem de manutenção. Por meio de consultorias contratadas para cumprir as condicionantes estabelecidas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis na licença de instalação da atividade, a Codesp realiza análises in loco e testes laboratoriais que abrangem diferentes aspectos que podem ser afetados pela dragagem.

O Plano Básico Ambiental da Dragagem de Manutenção compreende programas ambientais que verificam e acompanham diversos aspectos, entre eles:

  • O assoreamento e a erosão em praias de Santos, São Vicente e Guarujá;
  • A conservação e evolução dos manguezais;
  • A qualidade do pescado encontrado no canal do Porto de Santos e na área de descarte dos sedimentos da dragagem;
  • A qualidade do sedimento descartado;
  • A presença de tartarugas na região do canal;
  • A qualidade do ambiente marinho para a sobrevivência das diferentes espécies que habitam o estuário.

A Superintendência de Meio Ambiente e Segurança do Trabalho da Autoridade Portuária é o setor da Codesp responsável pela gestão permanente das ações das consultorias contratadas, análise dos resultados obtidos nos testes e aplicação de medidas de redução ou mitigação de impactos ambientais que, eventualmente, possam ser observados durante a execução dos programas de monitoramento do Plano Básico Ambiental da Dragagem de Manutenção.

Publicado por: REPORTAGEM