Portal do Governo Brasileiro

DRAGAGEM DO PORTO DE SANTOS
ECONOMIA, SUSTENTABILIDADE E EDUCAÇÃO AMBIENTAL

PROGRAMAS::

Codesp avalia alterações na água durante operação das dragas

A Codesp mantém um programa de monitoramento ambiental que avalia as possíveis alterações na qualidade da água nas adjacências da operação das dragas, principalmente em decorrência da ressuspensão dos sedimentos durante a execução das atividades de dragagem.

Na campanha de abril, foi realizada a amostragem de água nas imediações da operação de uma draga autotransportadora no trecho 03 do canal do Porto de Santos. O monitoramento do rastro é realizado com uma embarcação fixa no ponto de coleta, sempre posicionada de acordo com a maré, para que o deslocamento da pluma do overflow seja amostrado. As amostragens de água são realizadas a cada 15 minutos, somando cinco amostras durante 60 minutos. Após o término do ciclo de dragagem, são realizadas coletas em três pontos nas imediações da área de dragagem. Esta coleta é realizada, no mínimo, trinta minutos após a embarcação ter deixado a área ou até trinta minutos antes do seu regresso.

A partir das análises do material coletado, foi registrada a ocorrência de maiores concentrações de turbidez, sólidos totais em suspensão, carbono orgânico total, fósforo total e nitrogênio amoniacal nas amostras coletadas. Para os demais parâmetros, os resultados obtidos no ponto controle estiveram dentro do intervalo de variação das amostras coletadas na pluma de dragagem.

A ocorrência de maiores concentrações de nitrato e nitrogênio amoniacal nas amostras coletadas no ponto controle indicam que os resultados obtidos para esses parâmetros podem estar associados a outras fontes (naturais e/ou antrópicas) não relacionadas à atividade de dragagem ou, ainda, a atividades externas, que podem ter ocorrido simultaneamente ao período de amostragem.

Publicado por: CODESP